22 fevereiro 2010

tá muito animada essa minha vida na unidade de cuidados intensivos, hein, pessoal. tipos que podia haver um revezamento, mas nããão. eu preciso ir lá todo dia pra falar com o médico. gente, me comovo muito com minha família convicta de que eu tenho *condições* de trocar uma idéia de igual pra igual com o corpo médico (ou com as enfermeiras, os maqueiros, o ascensorista). eu manjo tanto de traqueostomia quanto... sei lá... de moluscos? enfim.

o problema com essas unidades intensivas é que como o seu doente está dormindo na maior parte do tempo, você meio que começa a prestar atenção também nos doentes alheios. e o pior: os parentes dos doentes alheios querem conversar com você. no caso, comigo. e NÉ? eles comparam temperatura e pressão e quantidade de xixi como se a situação em si já não fosse too much information o bastante, aquele bando de gente separada apenas por uma cortininha, falando das fraldas de seus entes queridos. entes queridos extremamente velhinhos, a propósito, impressionante como as pessoas estão vivendo. minha avó com 95 é praticamente a teen do corredor.

bem, mas voltando ao tema. a gente acompanha a vida dos doentes alheios. e nessas hoje eu vi O DOENTE. gente, só não dei mole porque ele estava dormindo assim como seus colegas de setor. mas olha, gato. bem gato, e o mais importante, bem abaixo dos 90. rapidamente procurei a plaquinha com o nome do indivíduo, mas em vez disso achei um aviso na cabeceira da cama que dizia, em grandes letras vermelhas: SEM CALOTA CRANIANA.

yeeeeey. afrodisíaco, néam?


(jey, editei. era ABAIXO dos 90, né? :] )

6 comentários:

  1. que meda de encostar nessa pessoa!

    MORRI MELDELS +_+

    ResponderExcluir
  2. independente da calota ou não, estou tentando processar a frase "gato. bem gato, e o mais importante, bem acima dos 90"
    juro que não tá rolando.

    ResponderExcluir
  3. Hahaha não sei se o pior é tua súbita paixão pelo narrador de 'Leite Derramado' ou o conceito de posse de pacientes que tu desenvolveu nestas semanas aí.
    UTI enlouquece!

    ResponderExcluir
  4. depois que eu li esse post a primeira coisa pensei: meu deus, o q é uma calota?

    serio. é tipo o osso? tipo a tampa da cabeça?
    pelo menos, vc vai poder dizer que o cara parece ser mente aberta. hehe.

    desculpe. foi so uma piada, não perca a cabeça. ta desculpa, de novo.

    ResponderExcluir
  5. Desculpa, mas tive que rir com o gato 'cabeça aberta' (como disse a guria que comentou acima).
    Muita força para ti e para tua vó.

    * Não rola de encontrar uns médicos gatinhos nesse hospital não?

    ResponderExcluir
  6. ah, eu jurava que era um velhinho decrépito gato e que vc curtia uma terceira idade e... ficou bem menos engraçado agora hahahahahha :P

    ResponderExcluir